meta content='WhereTheLightIsBlog' property='fb:admins'/> Where The Light Is - Por Gabriela Cubayachi: Literatura: Correr ou Morrer (James Dashner)

20 setembro 2014

Literatura: Correr ou Morrer (James Dashner)

Quem me acompanha no Instagram ou assistiu ao Book Haul de Agosto, deve ter percebido que eu estou completamente louca e apaixonada por "Correr ou morrer", o primeiro livro da série Maze Runner! Já faz um mês que eu tenho tentado parar pra escrever uma resenha literária dele aqui pra vocês, mas nunca consigo fazer isso! Como o filme estréia este final de semana, acabei dando um jeitinho e aqui estou eu, finalmente! Espero que vocês gostem da resenha! <3

Autor: James Dashner | Editora: V&R | Páginas: 426
(Esta resenha NÃO contém spoilers)


Bom, Maze Runner é mais uma série de distopia jovem e é narrada em terceira pessoa, mas sempre no ponto de vista do Thomas. O livro começa com ele acordando dentro de um elevador, sem saber absolutamente nada a não ser seu primeiro nome. Quando o elevador finalmente para, ele é surpreendido por vários outros garotos, todos jovens, que o puxam pra dentro de uma clareira cercada por um labirinto gigante. Os garotos, então, explicam que todo mês um garoto é enviado pra lá através do elevador, mas eles não sabem por quem ou por qual motivo. Além disso, todas as manhãs, as portas do labirinto se abrem para que eles tenham a chance de escapar, embora ninguém nunca tenha conseguido fazer isso. Acontece que, depois da chegada do Thomas, muita coisa começa a mudar na Clareira e muita, muita, muita coisa acontece! Eu realmente não quero contar muito pra vocês, porque esse livro é todo cheio de surpresas e reviravoltas que deixam a gente morrendo o tempo todo! 

Quando fiquei sabendo da história por cima, confesso que achei que era uma coisa meio Jogos Vorazes, sabem? Mas na verdade é bem ao contrário disso. Os clareanos, como eles mesmo se denominam, são praticamente uma família. O primeiro garoto foi enviado pra Clareira há dois anos e, desde então, eles foram organizando uma comunidade pra conseguirem sobreviver e entender o que estava acontecendo. Há todo um trabalho em equipe e, enquanto alguns assumem tarefas como plantar, cozinhar e limpar, outros se preocupam em desvendar o labirinto e tentar encontrar uma saída.



Eu achei esse livro muito bem escrito e as coisas muito bem amarradas, sabem? Desde os pensamentos, as lembranças e as percepções do Thomas, até a criação de todo o ambiente. A vida dentro da Clareira é super organizada e os clareanos até usam várias gírias próprias que fazem a gente viciar, sair falando por aí e fazer com que todo mundo ache que a gente é louco, hahahaha. Tudo é super explicadinho, de uma forma que faz com que a gente entenda tão bem o ambiente, que acabamos nos sentindo lá dentro. A relação entre os Clareanos foi um fator que me fez amar esse livro ainda mais, me lembrou muito um clima de universidade, onde veteranos vivem atormentando os calouros, hahaha. Eu juro que morri de rir milhões de vezes por causa disso! Toda vez que eu sentia vontade de xingar o Thomas por algum motivo, alguém mandava um "Fica na sua, Fedelho!" no livro, o que me deixava bem feliz, confesso, hahahaha.

Também achei os personagens super bem construídos e com personalidades bem definidas. Quando eu comecei a ler, estava tão perdida que nem sabia que ia ter o filme, mas mesmo assim consegui imaginar todo mundo muito bem e confesso que me surpreendi quando vi as fotos do elenco, porque a maioria estava super fiel à minha imaginação (coisa que é bem rara de acontecer). Acho que o que eu mais imaginei de forma diferente, foi o Newt (meu personagem favorito da série até agora), mas eu adoro o ator (é o Thomas Sangster, de Game Of Thrones), então tudo bem, hihi.

Fiquei tão submersa nesse livro, que juro que quando acabei, fiquei meio perdida e sentindo saudade dos personagens e do clima dentro da Clareira, o que me lembrou muito a forma como eu me sinto toda vez que leio algum livro de Harry Potter. Eu estava sentindo muita falta de um livro que eu gostasse tanto a ponto de querer ir logo pra casa pra ler! Estou looooouca pra ler os próximos e confesso que estou com certo medo de não serem tão bons, mas assim que eu ler, digo pra vocês o que eu achei!

Ainda não assisti o filme e provavelmente só vou conseguir ver no final do mês (desespero define!), mas espero que seja muuuuuito bom e que faça com que essa série ganhe mais reconhecimento, porque com certeza merece. (E também não ta fácil surtar sozinha, leiam e morram comigo por favor!)

Bom, nem preciso dizer que recomendo, né? Se você gosta de distopias e se amou Jogos Vorazes e Divergente, essa leitura é praticamente obrigatória, hihi.
E ah, vou viajar durante o resto de Setembro, mas assim que der eu passo por aqui pra aprovar e responder comentários, ok? Quando eu voltar, podem esperar novidades! <3

                                                           Onde vocês me encontram:
                                                                 

Comente com o Facebook:

Comente

Postar um comentário

© Where The Light Is - 2016. Todos os direitos reservados. Design e programação: Folks Creative Studio. imagem-logo