meta content='WhereTheLightIsBlog' property='fb:admins'/> Where The Light Is - Por Gabriela Cubayachi: Travel: Passeio de catamarã em Barbados

20 julho 2016

Travel: Passeio de catamarã em Barbados


Enquanto organizava os posts de viagem do blog, percebi que deixei de postar muuuuita coisa aqui! Acabei desistindo porque já tinha passado um bom tempo das viagens, mas como os posts (principalmente do Chile e de Barbados) tem bastante acesso e ajudam quem está planejando ir para esses destinos, resolvi tirar tudo da gaveta e finalmente postar aqui. Além disso, existem várias experiências incríveis que eu queria ter compartilhado com vocês, como o dia deste post, que foi um dos melhores dias da minha vida. Acho que antes tarde do que nunca, né? :)



Quando comecei a postar sobre Barbados por aqui, recebi alguns comentários e emails perguntando o que fazer na ilha, por isso queria falar sobre o passeio de catamarã aqui, que pra mim foi a melhor experiência da viagem e algo que se você tiver a oportunidade, recomendo MUITO que faça. O passeio funciona assim: a empresa busca você no seu hotel de manhã e leva até o porto onde ficam os catamarãs. São duas paradas: a primeira é em Sandy Lane pra você nadar com os peixes/ver os corais e a segunda é na Payne's Bay, onde você nada com as tartarugas marinhas. Depois disso, o catamarã fica ancorado no mar (na Payne's Bay mesmo, que é uma praia liiinda de St. James) pra você almoçar, nadar, descansar e curtir seu dia. As bebidas são à vontade, é só ir ao bar ou pedir pra alguém da crew trazer pra você (bebi tanto rum punch nesse dia que nem sei como não afoguei). Não sei se o cardápio do buffet varia muito, mas quando eu fui tinha saladas, mac n' cheese e outras opções de comida bajan, tudo muito bem feitinho.


Ahhh, eles deixam tocando música e a vibe é muuuuito gostosa! :) Os pontos de mergulho são mais distantes, então é bem gostoso porque você pode curtir o passeio do catamarã. Meu lugar favorito era ali naquela rede atrás do barco, é uma delíciaaaaaaa. Inclusive aconteceu uma coisa INCRÍVEL! Enquanto o catamarã andava, pudemos avisar o famoso flying fish... Que nada mais é do que um peixe voador, haha. Dei um surto porque por algum motivo eu achava que flying fish era só uma lenda da ilha, então foi maravilhoso quando eles começaram a pular e voar fora da superfície. Eles são pequenininhos, tem umas asinhas fofíssimas e são a coisa mais maravilhosa, hahaha. Eu que tenho pânico de peixe fiquei encantada, de verdade. Peguei uma foto aqui na internet mesmo pra vocês verem, é esse peixinho lindo aqui. A natureza é surreal.



Como eu disse ali em cima, eu tenho pânico de peixes, hehe. Não sei bem quando começou, porque tive vários peixes enquanto crescia e amava muito neles, inclusive fazia carinho e brincava, mas em determinado ponto, só de ver um peixe eu já entrava em pânico. Nesse passeio, acabei entrando no mar durante a primeira parada porque achei que era pra nadar com as tartarugas (tinha decidido que não ia nadar com os peixes porque eu realmente tenho pânico), e gente...  Entrar por engano foi a melhor coisa que aconteceu, haha. Lembro que eu estava tão empolgada que fui a primeira a descer do barco e, assim que eu coloquei a cabeça dentro d'água, eu quase não acreditei no que eu vi. Foi absurdamente lindo ver aquele universo inteiro de cores, vida e beleza que existe sem que a gente nem perceba. Digo pra vocês que foi um dos momentos mais emocionantes pra mim e eu me senti extremamente pequena diante do mundo, mas muito, muito, muito abençoada de poder ver um pouquinho dele. Mesmo depois que eu descobri que tinha descido na parada errada, ainda fiquei nadando ali e admirando tudo. A água é tão cristalina que você enxerga tudo e se sente dentro de um aquário gigante, é demais. Fiquei muito feliz de não ter deixado meu medo me privar dessa experiência tão incrível, sério. Depois, quando chegou a hora de nadar com as tartarugas, eu estava mais feliz ainda e fui com tudo, hahaha. Teve até selfie embaixo d'água, oh!


O que eu MAIS amei nessa experiência é que existe total respeito aos animais e ao ambiente. Eles não garantem que você vá ver alguma tartaruga simplesmente porque elas estão no ambiente delas e vêm até nós somente se quiserem. Eles usam ração e tem técnicas para atraí-las, mas elas ficam completamente livres. Elas se aproximam, nadam com a gente e ficam pelo tempo que quiserem. E gente... Tenho vontade de chorar só de lembrar de quando olhei pro lado e vi uma delas chegando e vindo nadar com a gente. É uma sensação que eu não consigo nem explicar, eu realmente senti como se estivesse ganhando um presente naquele momento. Nenhum animal preso ou sendo forçado a nada, nenhum abuso e nenhum vidro, só muito respeito e confiança. As tartarugas são extremamente dóceis, cativantes, lindas e contagiantes. Ver um animal desse nadar, rodopiar e escolher estar junto de você nesse mar gigantesco é ridículo de tão lindo, é uma honra. Foi uma das experiências mais maravilhosas que eu já tive na vida, sem dúvida alguma.


Nós fizemos o passeio com o Tiami Catamaran Cruises, que é muito bom mesmo. Comida bajan gostosa, muitas opções de bebida (tudo à vontade), crew super atenciosa e animada, seguro, enfim... Eu realmente gostei. O valor do passeio era cerca de U$90 por pessoa e vale cada centavo. Se eu tiver que recomendar um passeio imperdível na ilha, é esse. Tem outras empresas na ilha que fazem esse tipo de passeio e que são mais em conta, mas decidimos por essa porque tínhamos visto boas recomendações deles e não tivemos nenhum problema. Compramos o passeio na rua do nosso hotel, mas você pode pedir pro seu próprio hotel reservar ou fazer isso por email. O site deles com todas as informações é este aqui. Vale dar uma pesquisada porque muitas vezes eles fazem promoções e tudo mais! :) É um passeio tão lindo que até os nativos fazem.


Para ver todos os posts de viagem e de Barbados, é só clicar aqui

Já me acompanha por aí?
YoutubeBloglovin | Instagram | Twitter | Goodreads | Pinterest
    

Comente com o Facebook:

2 Comentários

  1. Nossaaaa, Gabi!
    Fotos lindas! Arrasou!

    "é rídiculo de tão lindo"...amei isso... Infelizmente não acostumamos a conectar com a natureza, voltar nosso eu ao estado natural. Acho que mais bonito é você ter conseguido sentir isso...tem gente que não liga...vibra em uma energia totalmente alheia ao "onde está".

    As dicas que deu foram maravilhosas e ajudará sim, quem está planejando ir a Barbados.

    Belíssimo lugar!

    :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Babi!
      Muito obrigada, que bom que você gostou! <3 E siiim, eu sou muito apaixonada pela natureza e sempre me sinto em paz e renovada depois de poder me aproximar mais dela. <3

      Excluir

© Where The Light Is - 2016. Todos os direitos reservados. Design e programação: Folks Creative Studio. imagem-logo